Estudo liga histórico de infertilidade a um maior risco de insuficiência cardíaca

0
9

Um novo estudo descobriu que um histórico de infertilidade está associado ao aumento do risco de insuficiência cardíaca. Os pesquisadores revelaram que mulheres que sofreram infertilidade tiveram um risco 16% maior de insuficiência cardíaca em comparação com mulheres que não lidavam com a condição.

Eles também destacam que os especialistas estão começando a reconhecer que a história reprodutiva de uma mulher diz muito sobre seus riscos. Se há dificuldade para engravidar, o que acontece durante a gravidez, quando ela passa pela menopausa, tudo isso influencia no risco de doença cardíaca mais tarde na vida.

A pesquisa encontrou uma associação entre infertilidade e insuficiência cardíaca geral, especificamente a de fração de ejeção preservada. Essa é uma forma de insuficiência cardíaca que é mais comum em mulheres, independentemente do histórico de fertilidade. Nesse tipo, o risco foi 27% maior entre as participantes. 

Um novo ponto de atenção na avaliação do risco 

É importante ressaltar que a equipe observou que o vínculo entre as condições persistiu mesmo que um indivíduo eventualmente conceba ou já tenha tido filhos. O risco aumentado foi independente dos fatores de risco cardiovascular tradicionais (estilo de vida, histórico familiar) e outras condições relacionadas à infertilidade. 

A infertilidade é um dos muitos fatores de risco cardiovascular, como hipertensão e pressão alta, mas o histórico reprodutivo não é normalmente considerado como parte da avaliação de risco, segundo os especialistas. 

Não se pode mudar o histórico de infertilidade de uma mulher, mas se ele existe, é possível ser mais imponente nos conselhos sobre outros fatores de risco modificáveis, incluindo pressão alta, colesterol alto, tabagismo e outros.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments