Neste Dia da Mentira, conheça os 7 mitos mais comuns sobre doenças cardíacas

0
14

Doenças cardíacas afetarão a maioria de nós de alguma forma – mas muitas pessoas não conhecem os fatos sobre elas. Desmascaramos sete dos mitos mais comuns e persistentes em torno das condições que podem afetar o seu coração. Qual destes você já ouviu?

  1. Tomar estatinas causa efeitos colaterais prejudiciais

Pesquisas já comprovaram que as estatinas – medicação prescrita para baixar o colesterol – reduzem o risco de alguém morrer ou ficar debilitado por um ataque cardíaco ou derrame (AVC). Elas estão entre os medicamentos mais seguros e estudados disponíveis atualmente. 

Mas, como todos os medicamentos, há possíveis efeitos colaterais. Os mais comuns são dores musculares, mas sensações graves são raras.

  1. Parada cardíaca e ataque cardíaco são a mesma coisa

Um ataque cardíaco ocorre quando uma das artérias coronárias fica bloqueada. Pelo bloqueio, o músculo cardíaco não pode obter o suprimento sanguíneo vital e começará a morrer porque não está recebendo oxigênio suficiente, se não for tratado. 

Uma parada cardíaca é quando o coração de uma pessoa para de bombear sangue pelo corpo e ela para de respirar normalmente.

Muitas paradas cardíacas em adultos acontecem devido a um ataque cardíaco, já que uma pessoa tendo um ataque cardíaco pode desenvolver um ritmo cardíaco perigoso.

  1. Se a doença cardíaca é evitável e causada por um estilo de vida ruim, pessoas magras e ativas estão protegidas

Pessoas não sedentárias e com hábitos de vida saudáveis também podem ter um problema no coração. Como exemplo, isso pode acontecer devido a fatores genéticos, originando doenças cardíacas hereditárias. 

  1. Você pode ter um ataque cardíaco “leve”

É verdade que os ataques cardíacos podem variar no quanto o músculo cardíaco é privado de suprimento sanguíneo. O bloqueio em uma ou mais artérias pode ser total ou parcial – mas em ambos os casos, o músculo cardíaco sofre sérios danos. Qualquer ataque cardíaco é uma emergência e apresenta riscos a longo prazo. 

  1. Doença cardíaca é coisa de homem

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo independente de gênero. É preocupante que algumas mulheres acreditem que as doenças cardíacas não as afetarão. Isso pode significar que as mulheres estão menos cientes dos fatores de risco ou dos sintomas de um ataque cardíaco e podem demorar mais para buscar ajuda médica. 

  1. Insuficiência cardíaca é quando seu coração para de bater

Ter insuficiência cardíaca significa que, por algum motivo, seu coração não está bombeando sangue pelo corpo tão bem quanto costumava. A insuficiência cardíaca pode se desenvolver repentinamente ou pode acontecer lentamente ao longo de meses ou até anos.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments