Pesquisa revela impacto da Covid-19 nos serviços cardíacos globais

0
22

Um grande estudo internacional revelou o “dano colateral global” causado pela interrupção dos serviços cardíacos durante a pandemia. A pesquisa alerta que, no mundo todo, problemas de saúde do coração “continuarão a se acumular, a menos que as estratégias de mitigação sejam implementadas rapidamente.”

No início da pandemia, dados de hospitais mostraram uma queda significativa no número de pessoas atendidas em departamentos de emergência com suspeita de ataque cardíaco. Desde então, a pesquisa investigou o impacto da Covid-19 nos serviços cardiovasculares.

O estudo descreve um “declínio global substancial” nas internações hospitalares de pessoas que sofrem de doenças cardiovasculares. Como resultado, o número de pessoas morrendo em casa ou na comunidade por problemas cardíacos aumentou.

Nos casos em que as pessoas receberam ajuda médica, houve, em média, mais de uma hora de atraso para chegar ao hospital ou ter contato com os paramédicos. As chances de as pessoas sobreviverem a um ataque cardíaco dependem de um tratamento oportuno e adequado.

Lutando para oferecer um tratamento padrão-ouro

Embora os problemas identificados tenham sido vistos em todo o mundo, eles foram maiores em países de baixa e média renda. Hospitais e clínicas nesses locais lutaram para dar um tratamento digno, em alguns casos usando medicamentos em vez de procedimentos intervencionistas.

Os pesquisadores alertam que a interrupção dos serviços cardiovasculares deixará um legado que exigirá ação imediata dos líderes políticos e de saúde. A análise mostra que, durante a pandemia, pessoas em todo o mundo não receberam os cuidados cardíacos que deveriam ter recebido – e isso terá ramificações.

Quanto mais as pessoas esperam pelo tratamento para um ataque cardíaco, maior o dano ao músculo cardíaco, causando complicações que podem ser fatais ou gerar problemas crônicos de saúde. Os sistemas de saúde precisam ser reforçados para apoiar e tratar pessoas cujas condições cardíacas serão piores devido a pandemia. 

As doenças cardiovasculares continuam sendo a maior causa de morte no mundo e enfrentá-las agora é mais urgente do que nunca. Este estudo fornece evidências de que atrasos nos cuidados cardiovasculares estão custando vidas e causando danos cardíacos evitáveis. 

 

 

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments